Jurisprudências

ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL MANDADO DE SEGURANÇA. INQUÉRITO ADMINISTRATIVO. ADVOGADO. EXERCÍCIO DA PROFISSÃO. PRESENÇA DO ADVOGADO NO DEPOIMENTO DE OUTROS ACUSADOS. POSSIBILIDADE. APELAÇÃO PARCIALMENTE PROVIDA

ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL MANDADO DE SEGURANÇA. INQUÉRITO ADMINISTRATIVO. ADVOGADO. EXERCÍCIO DA PROFISSÃO. PRESENÇA DO ADVOGADO NO DEPOIMENTO DE OUTROS ACUSADOS. POSSIBILIDADE. APELAÇÃO PARCIALMENTE PROVIDA. 1. A decisão atacada, no bojo do processo administrativo disciplinar, restringiu a presença da impetrante, advogada no exercício da profissão, aos interrogatórios dos outros acusados, que não são seus constituintes. 2. O Supremo Tribunal Federal entendeu que o art. 153 da Lei nº 8.112/90 assegura não ao indiciado como também ao acusado em sentido estrito, o contraditório e a ampla defesa, conforme resulta dos artigos 159 e 160. Precedente: MS n. 21721-9/RJ; Rel. Min. Moreira alves; DJ 10.06.94. 3. Por razões técnicas e da lógica processual, aplicável também ao processo administrativo disciplinar, na fase de instrução é vedada a presença dos demais depoentes durante a oitiva separada de cada co-acusado, cuja restrição não alcança o exercício da profissão do advogado constituído nos interrogatórios dos outros acusados, que não são seus constituintes, em homenagem à garantia constitucional da ampla defesa e do contraditório. Inteligência do art. 5º, inciso LV, da CF/88 e do estatuto da advocacia (art. 7º incisos I e VI, aliena c). (ams 0008464-51.2001.4.01.3900/PA, Rel. Juiz federal Antônio Francisco do nascimento (conv. ), 1ª turma do TRF daregião, e-djf1 p. 32 de 02/03/2010). 4. Num dos pedidos constantes na inicial deste mandamus, consta o de que, na hipótese de ter encerrado os trabalhos da comissão presidida pela autoridade coatora, que fosse decretada a nulidade do ato administrativo, impondo-se a repetição de todos os interrogatórios dos acusados, nos quais a impetrante não esteve presente. 5. Inexistem nos autos qualquer informação em relação ao resultado final do processo administrativo, até mesmo porque a impetração ocorreu no mesmo mês em que foi recusada a presença da advogada impetrante nos interrogatórios dos demais acusados que não a tinham constituído como procuradora. Para que fosse determinada a repetição de todos os interrogatórios do acusados nos quais a impetrante não esteve presente (não foi obstada a sua presença para os depoimentos de seus constituídos) aplica-se o entendimento de que eventual nulidade do processo administrativo exige a respectiva comprovação do prejuízo (ROMS 17732, Rel. Ministro gilson Dipp, 1ª turma do STJ, DJ 01/08/2005), ou seja, um ato somente será declarado nulo se da nulidade resultar prejuízos para as partes. 6. Além do que, no caso em concreto, a pretensão da impetrante também esbarraria na própria ausência de poderes conferidos pelos demais acusados para pleitear a repetição de seus interrogatórios, uma vez que nem por via reflexa a referida impetrante teria interesse nesta nova realização dos referidos interrogatórios dos acusados que não a tinham constituído, face ao fato de que não houve pedido para decretar a nulidade do processo administrativo disciplinar em relação aos acusados que a advogada impetrante tinha sido constituída. 7. Apelação parcialmente provida. 8. Peças liberadas pelo relator, em 02/07/2012, para publicação do acórdão. (TRF 1ª R.; Proc. 81267720014013900; PA; Sexta Turma Suplementar; Rel. Juiz Fed. Conv. Silvio Coimbra Mourthé; Julg. 02/07/2012; DJF1 11/07/2012; Pág. 782)

  • O dano se traduz como uma consequência do ato ilícito praticado por outrem, lesionando um bem da vida material ou imaterial, este, em sua vertente corpórea, moral ou intelectual. No caso dos autos, a reclamada impediu, com sua atitude, a... Leia mais..
  • Se a lesão no tendão do terceiro dedo da mão do reclamante apenas acarretou diminuição da força de preensão de mão esquerda, não há falar em danos estéticos pois não se verifica deformidade ou impacto na aparência do reclamante. Recurso... Leia mais..
  • Revogada a Súmula n. 05 desta corte que reconhecia a validade de cláusula convencional que elimina as horas de percurso do cômputo da jornada laboral, aplicável ao caso a norma contida no artigo 58, § 2º, da consolidação das Leis trabalhistas Leia mais..
  • 1. Antecipação de tutela deferida de oficio em razão do preenchimento dos requisitos do art. 273 do CPC, e diante da ausência de impedimento processual, conforme normas dos arts. 515, § 1º, 516, 798, 461, caput, §§ 3º e 4º e 644, todos do... Leia mais..
  • 1. A controvérsia cinge-se à forma de cálculo da indenização pelo tempo de serviço prestado entre 11.02.1974 e 30.11.1983, na condição de trabalhador autônomo, em período anterior à obrigatoriedade de filiação à previdência social. Leia mais..
  • 1. A antecipação de tutela é concedida quando, existindo prova inequívoca, se convença o juiz da verossimilhança da alegação e ocorrer fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação ou ficar caracterizado abuso do direito de... Leia mais..
© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP