Prazo para responder a pesquisa sobre perfil sociodemográfico dos magistrados termina sexta (25) - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Prazo para responder a pesquisa sobre perfil sociodemográfico dos magistrados termina sexta (25)

Jurídicas 24/05/2018
Prazo para responder a pesquisa sobre perfil sociodemográfico dos magistrados termina sexta (25)

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, desembargador Gilberto Marques Filho, solicita aos desembargadores e juízes goianos que respondam até sexta-feira (25) pesquisa de mapeamento do perfil sociodemográfico dos magistrados brasileiros feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O pedido atende à solicitação da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ, que entrou em contato com o desembargador para requerer a participação dos magistrados do Estado de Goiás no levantamento.

De acordo com o último Censo do Poder Judiciário (foto abaixo), feito pelo CNJ em 2013, 15,6% dos magistrados brasileiros eram negros. Dois anos após a pesquisa, o órgão editou a Resolução 203, determinando a reserva de 20% das vagas oferecidas em concursos público para o Poder Judiciário aos negros.

Questionário

As perguntas tratam exclusivamente de questões como idade, gênero, raça, cor, estado civil, formação acadêmica, carreira jurídica e órgão de exercício da magistratura e visam permitir que o Conselho faça uma atualização dos dados antes da realização do próximo Censo do Poder Judiciário em 2020. A ministra Cármen Lúcia espera que pelo menos 90% dos magistrados contribuam para a pesquisa.

Entre os objetivos do estudo, o CNJ explica que é importante analisar se a situação racial no âmbito dos Tribunais de Justiça mudou, se o percentual de negros na Justiça brasileira aumentou e em que proporção, além de verificar a distribuição dos negros nos diversos ramos do Poder Judiciário.

O questionário pode ser acessado pelo site do Conselho Nacional de Justiça e deverá ser enviado até o dia 15. Caso haja problema no acesso ao link, o magistrado deverá entrar em contato com o Departamento de Pesquisas Judiciárias (DPJ) do CNJ pelos telefones (61) 2326-5266 ou (61) 2326-5268. O DPJ também recebe mensagens pelo e-mail

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado de Goiás

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP