Ex-mulher de Cachoeira desmente suspeitas - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Ex-mulher de Cachoeira desmente suspeitas

Diversas 09/08/2012
Ex-mulher de Cachoeira desmente suspeitas

 

A ex-mulher do contraventor Carlinhos Cachoeira, Andréa Aprígio de Souza, desmentiu suspeitas de que atuaria como laranja em empresas do ex-marido em depoimento, nesta quarta-feira, à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) mista.
 
Andréa é a sócia majoritária da indústria farmacêutica Vitapan, empresa acusada de envolvimento com a organização. Após essa exposição inicial e diante da recusa em responder a questionamentos do relator, deputado Odair Cunha (PT-MG), a reunião foi transformada em secreta por sugestão dos demais integrantes do colegiado.
 
A sócia da Vitapan, que veio ao Congresso na condição de testemunha, negou também a existência de lobby junto à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a favor do laboratório. "Nossa empresa possui ao longo dos anos processos que foram deferidos e indeferidos assim como qualquer outra empresa do segmento e nunca teve motivo para se sentir lesada ou privilegiada pelo órgão regulador."
 
Segundo com a ex-mulher de Cachoeira, a empresa foi adquirida em 1999 por meio de dinheiro limpo e passou a ser controlada por ela após a separação. Em maio, o MPF (Ministério Público Federal)pediu o bloqueio das contas da empresa farmacêutica. "A empresa não possui em toda sua existência nenhuma movimentação financeira ilícita irregular", Aressaltou.
 
Andréa também criticou as acusações da imprensa de que teria envolvimento com a organização criminosa. E sustentou que não é citada nos inquéritos da Polícia Federal que investigam o grupo liderado por Carlinhos Cachoeira." A administração das empresas ligadas a ela é de sua responsabilidade e o rendimento é compatível com a sua renda declarada. É de conhecimento as acusações que pesam contra mim. Mas essas acusações estão muito distantes de mim", enfatizou.
 
Munida de decisão favorável ao pedido de habeas corpus impetrado no STF para permanecer em silêncio na CPI, Andréa explicou, no início da reunião, que apresentaria alguns pontos de sua defesa à CPI, mas informou que não responderia a nenhum questionamento feito pelos integrantes da comissão.
 
Fonte: BAND

Fonte: BAND

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP