Justiça manda parar venda de ingresso em site - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Justiça manda parar venda de ingresso em site

Jurídicas 03/07/2012
Justiça manda parar venda de ingresso em site

 

A Justiça mandou tirar do ar no site Ticket Bis a venda de ingressos para a final da Libertadores, entre Corinthians e Boca Juniors, no Pacaembu. Na sexta-feira, o site comercializava bilhetes para diversos setores do estádio por preços muito acima dos cobrados normalmente.
 
O valor de uma arquibancada podia custar cerca de R$ 22 mil, enquanto um dos ingressos para o setor vip saía por R$ 117 mil.
 
O delegado Archimedes Cassão Júnior, do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (PPPC) havia ordenado a interrupção da comercialização ao dono do site, Ricardo Iamoto, de 29 anos, na última sexta-feira. Mas como Iamoto não cumpriu a ordem, a Polícia Civil acionou a Justiça, que determinou no domingo a interrupção das vendas, em suspensão ordenada pela juíza Eva Lobo Chaib Dias Jorge, do plantão do Fórum da capital.
 
Segundo Cassão Júnior, a polícia entende que a venda promovida pelo Tickt Bis era abusiva, “semelhante a de um cambista”.
 
Caso o site continua vendendo ingressos para o jogo, a multa, prevista no Estatuto do Torcedor, é de 10 salários mínimos. Foi assinado um termo circunstanciado e as vendas foram retiradas do ar.
 
Cassão Júnior disse ainda que, o torcedor que empreste sua carteirinha de sócio do Fiel Torcedor, para possibilitar a entrada das pessoas que compraram ingressos no Ticke Bis, pode ser desligado do programa de associação.
 
O Ticket Bis, que se diz um site para intermediação de comercialização de ingressos, tirou a venda dos bilhetes para Corinthians x Boca. Mas a de outros eventos, incluindo a final da Copa do Brasil, entre Palmeiras e Coritiba, segue no ar.
 
Fonte: BAND

Fonte: Band

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP