Racismo em debate: Evento no Foro da Tristezatratou da questão e seus desafios - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Racismo em debate: Evento no Foro da Tristezatratou da questão e seus desafios

Jurídicas 12/10/2018
Racismo em debate: Evento no Foro da Tristezatratou da questão e seus desafios

Racismo em debate: Evento no Foro da Tristezatratou da questão e seus desafios

Evento traz a mostra fotográfica Orgulho Negro, cedida pelo TRT4(Fotos: Eduardo Nichele)

Preconceito, igualdade, cotas, direitos, foram alguns dos temas tratados em encontro que debateu o racismo em mais uma edição do Diversidade na Tristeza - Judiciário, projeto que ocorre no Foro Regional da Tristeza propõe dar visibilidade para temas atuais, que envolvem gênero, raça, etnia, orientação sexual e de pessoas com necessidades especiais, assim como as demais dimensões de diversidade nas relações sociais.

O evento da última quinta-feira, 11/10, ocorreu no auditório do Foro da Tristeza, na Zona Sul da Capital. Os Supervisores do Foro, os magistrados Karla Aveline de Oliveira e Roberto Arriada Lorea fizeram a abertura do encontro que teve como tema Direito, Justiça e Racismo: Diálogos para Enfrentamento do Racismo Estrutural.

Supervisores do Foro, Juízes Roberto Lorea e Karla Avelineabriram a mostra

A Juíza de Direito Karen Luise de Souza Pinheiro foi a coordenadora e moderadora da mesa de debates, que também contou com o professor Edileny Tomé da Mata, da Universidade Pablo de Olavide, de Sevilha, e o especialista em Direito Público e membro da Comissão Nacional do Movimento Negro Unificado, Gleidson Renato Martins Dias.

Rapper Maxwell Pereira dos Santos, ganhador do Prêmio ANAMATRAde Direitos Humanos 2018, fez apresentação

O Juiz-Corregedor André Vorraber Costa participou do evento e falou que o tema é de grande relevância e interesse da Corregedoria-Geral da Justiça. Ele apresentou ações do Tribunal de Justiça com relação ao sistema de cotas, mas ressaltou que o ingresso por este meio ainda é pequeno. Ele anunciou que a CGJ deve criar um Grupo de Trabalho para trabalhar em uma espécie de censo do Poder Judiciário.

Antes do debate, houve a apresentação do rapper Maxwell Pereira dos Santos, ganhador do Prêmio ANAMATRA de Direitos Humanos 2018.

Inauguração ocorreu no auditório do Foro

Na ocasião, também foi inaugurada a mostra fotográfica Orgulho Negro, cedida pelo AfroColetivo dos servidores do TRT4 e do Comitê de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade do TRT4. A exposição permanecerá no saguão do Foro Regional da Tristeza por 15 dias.

EXPEDIENTETexto: Patrícia CavalheiroAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 11/10/2018 18:17Esta notícia foi acessada 49 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP