Após colocar o TJTO na vanguarda no processo eletrônico, e-Proc chega aos 8 anos pronto para mais um salto inovador   - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Após colocar o TJTO na vanguarda no processo eletrônico, e-Proc chega aos 8 anos pronto para mais um salto inovador  

Jurídicas 07/06/2019
Após colocar o TJTO na vanguarda no processo eletrônico, e-Proc chega aos 8 anos pronto para mais um salto inovador  
No dia 8 de junho de 2011, a Portaria Nº 230, assinada pela então presidente Jacqueline Adorno, formalizava a implantação do Processo Judicial Eletrônico (e-Proc) nas Varas Cíveis da Capital e nas Câmaras Cíveis do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO).  Quatro anos depois, o TJTO estava na vanguarda do processo de inovações tecnológicas dos tribunais estaduais do País ao se tornar o primeiro a digitalizar todo o seu acervo físico, ganhando, assim o status de Judiciário 100% eletrônico, resultado também das ações dos desembargadores que a sucederam no comando da Corte e que ajudaram no desenvolvimento e na consolidação do sistema.
Ao completar oito anos nesta quinta-feira (6/6), o e-Proc-TJTO caminha para comemorar mais um aniversário dando outro salto inovador e fundamental para o TJTO na sua missão de seguir aprimorando a prestação jurisdicional aos cidadãos tocantinenses. 
Aprovada pelo Pleno do Tribunal no último dia 16 de abril, a migração do e-Proc para a plataforma nacional do sistema ganhou contornos práticos com a assinatura do termo de cooperação técnica com Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no dia 30 de maio, em Porto Alegre (RS). Presente no encontro, o presidente do TJTO, desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, comemorou: “Após o momento histórico que o Judiciário vivenciou em 2011 com a adesão ao e-Proc, hoje vivemos outro momento memorável com a migração do Tribunal para a versão nacional do sistema de processo judicial eletrônico.”
A expectativa agora é que, até o fim de 2019, seja concluído o processo de migração para o novo sistema, o que resultará várias vantagens ao TJTO. Entre elas a automatização de tarefas (procedimentos) e utilização de inteligência artificial para otimizar as rotinas; a uniformização de códigos também vai permitir a colaboração e cooperação entre o corpo técnico dos outros seis tribunais participantes para a constante evolução do e-Proc.
Em recente visita ao TRF4, a desembargadora Jacqueline Adorno, hoje presidente da Comissão Auxiliar do e-Proc-TJTO, se disse impressionada com a nova plataforma. “Fiquei maravilhada com o que pode ser feito com a inteligência artificial. O trabalho vai ser aprimorado como um todo”, lembrou a magistrada.
Texto: Marcelo Santos Cardoso (colaborou Paula Bittencourt)
Comunicação TJTO
 

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP