TJ faz homenagem à Pátria - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

TJ faz homenagem à Pátria

Jurídicas 03/09/2019
TJ faz homenagem à Pátria

TJ faz homenagem à Pátria

Solenidade foi realizada no Plenário do TJRSe contou com banda da Brigada Militar(Fotos: Mário Salgado) 

Cerimônia alusiva à Semana da Pátria foi realizada hoje à tarde (2/9) no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, com a participação de representante da Liga da Defesa Nacional e de entidades civis e militares. A Independência do Brasil completa 197 anos no próximo dia 7.

Em discurso repleto de referências históricas, o Desembargador Almir Porto da Rocha Filho, em nome do Poder Judiciário, lembrou dos conflitos internos e externos que marcam o país, cuja trajetória forjou seu povo, "mescla de índios, europeus e africanos" e consolidou, não sem inúmeras dificuldades, o Estado Democrático de Direito.

2º Vice-Presidente, Desembargador Almir Porto da Rocha Filho,falou em nome do TJ e afirmou que Semana da Pátriaé oportunidade para "pensar nossa história, com juízo crítico"

Para o 2º Vice-Presidente do TJRS, a Semana da Pátria, que se inicia, é oportunidade para "pensar a nossa história, com juízo crítico". Segundo o Desembargador Almir, investimentos em educação e o combate à corrupção nas esferas pública e privada são essenciais. "Para isso, necessitamos de instituições cada vez mais fortes, com as previstas constitucionalmente independência e autonomia dos Poderes de Estado", afirmou.

O Desembargador Almir destacou ainda a responsabilidade do Judiciário, "guardião da legalidade e moralidade", e responsável por julgar milhares de processos - no RS, em 2018, destacou, mais de 1,5 milhão de ações foram iniciadas.

"Na avalanche de processos que tramitam e ingressam anualmente, o Judiciário é cada vez mais cobrado a ser célere, eficaz e diminuir custos. Decidir o que, muitas vezes, caberia ao Executivo e ao Legislativo." Completou dizendo que tudo isto deve ser feito "sem ferir o princípio da independência e harmonia entre os Poderes, que não significa soberania, especialmente no sistema de pesos e contrapesos presentes em nosso sistema legal e resultado da tripartição de poderes".

Presidente da Liga da Defesa Nacional no RS,Coronel Marco Danguí Pinheiro, conclamoutodos a se empenharem para conscientizarbrasileiros da necessidade de ter um olhargeneroso "sobre o nosso chão e o nosso povo"

A Liga da Defesa Nacional foi criada em 1916 pelo poeta Olavo Bilac. Segundo o Presidente no RS, Coronel Marco Danguí Pinheiro, em discurso de abertura da cerimônia, a instituição tem como missão "fortalecer o patriotismo e o civismo dos brasileiros".

Dentre as atividades promovidas pela Liga, destacou a Corrida do Fogo Simbólico da Pátria, com origem no Rio Grande do Sul e que completa, em 2019, 82 edições ininterruptas.

Presidente do TJRS, Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro,agradeceu ao Presidente da Liga da Defesa Nacionalpela participação na homenagem à Pátria

Preocupado com o momento nacional, sobressaltado por crises em todos os setores, fez uma conclamação: "Homens e mulheres, em todos os níveis do espectro social, se empenhem para conscientizar todos os brasileiros da necessidade de ter um olhar generoso sobre o nosso chão e o nosso povo."

A execução dos hinos Nacional do Rio Grande do Sul foi da Banda de Música Centenária da Ajudância-Geral da Brigada Militar, regida pelo Sargento Jailson Gonçalves.

Autoridades de Poderes e instituições prestigiaram a cerimônia

Presenças

Prestigiaram o evento a Subprocuradora-Geral de Justiça, Jaqueline Fagundes Rosenfeld; o Comandante da Ala 3 - Aeronáutica, Brigadeiro-do-Ar Raimundo Nogueira Lopes Neto; o representante do 5º Distrito Naval, Capitão dos Portos de Porto Alegre, Capitão de Mar e Guerra, Rafael Silva dos Santos; a Presidente do Tribunal Regional Eleitoral/RS, Desembargadora Marilene Bonzanini; o representante do Comando Militar do Sul, General de Brigada Carlos André Alcântara Leite; o Presidente do Tribunal de Justiça Militar, Coronel Paulo Roberto Mendes Rodrigues; o representante do Governador do Estado, o Chefe da Casa Militar, Coronel Júlio Cesar Rocha Lopes; o Defensor Público-Geral do Estado em exercício, Antonio Flávio de Oliveira e o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional gaúcha, Ricardo Breier; o Diretor do Foro de Porto Alegre, Juiz Amadeo Henrique Ramella Buttelli; ex-Presidente do TJRS, Desembargadores Cacildo de Andrade Xavier, Arminio José Abreu Lima da Rosa e Marcelo Bandeira Pereira; o 3º Vice-Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Túlio Martins; a Corregedora-Geral da Justiça, Desembargadora Denise Oliveira Cezar.

Também presentes o representante da Procuradoria Regional Federal da 4ª Região, Procurador Federal Gerdano de Abreu Neto; o representante do Comando-Geral da Brigada Militar, Corregedor-Geral Coronel Márcio Roberto Galdino; a representante da Chefia da Polícia Civil, Delegada Débora Aparecida Dias; o Vice-Presidente da Associação do Ministério Público, Paulo Natalício Weschenfelder; o Presidente do Instituto Gaúcho de Direito Eleitoral, Caetano Cuervo Lo Pumo; p Presidente da Associação dos Servidores da Justiça, Paulo Sebastião Gonçalves Olympio; oficiais e praças do Exército, Marinha, Aeronáutica e Brigada Militar, servidores e magistrados.

EXPEDIENTETexto: Márcio DaudtAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 02/09/2019 17:45Esta notícia foi acessada 57 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP