Caso Eliseu: Júri é transferido - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Caso Eliseu: Júri é transferido

Jurídicas 15/10/2019
Caso Eliseu: Júri é transferido

Caso Eliseu: Júri é transferido

O Júri que estava previsto para esta próxima quinta-feira, 17/10, foi transferido. O pedido veio das defesas dos réus, em razão de uma das testemunhas estar em licença saúde, e não haver Defensor Público para atuar em plenário. Com a concordância do Ministério Público, a Juíza da 1ª Vara do Júri da Capital, Karen Luise Vilanova Batista de Souza Pinheiro, transferiu o júri para o dia 5/10/2020.

Irão ao banco dos réus Jonatas Pompeu Gomes e Marcelo Machado Pio. Marcelo será levado a julgamento pela prática dos delitos de homicídio qualificado, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, fraude processual e associação criminosa. Jonatas, pela prática de homicídio qualificado e associação criminosa.

Pronúncia

Em outubro de 2013, o Juiz Volnei dos Santos Coelho pronunciou os réus Jonatas Pompeu Gomes e Marcelo Machado Pio por nove fatos.

Segundo a denúncia do Ministério Público ambos articularam, com outras pessoas, diversos crimes entre os meses de fevereiro a março de 2010, nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Sapucaia do Sul, Esteio e Porto Alegre.

Marcelo Machado Pio é acusado de ser o mentor da execução de Eliseu Santos. Para colocar em prática o plano, foi verificada a rotina da vítima e os locais que frequentava, com acompanhamento dos passos de Eliseu Santos nos dias que antecederam o crime. Marcelo também teria comandado o delito de receptação do automóvel veículo GM/Vectra bem como mandado atear fogo no carro.

Já o réu Jonatas Pompeu Gomes teria auxiliado a organizar o delito, inclusive indicando Eliseu Pompeu Gomes para a execução do homicídio. É acusado de ter feio contato com Eliseu Gomes, no dia do fato, bem como manteve os contatos necessários para que Eliseu recebesse atendimento discreto após ser ferido na cena do crime.

Caso

O crime ocorreu na noite de 26/2/10, na Rua Hoffmann, bairro Floresta, em Porto Alegre, quando Eliseu Santos foi atingido em via pública por dois disparos fatais de arma de fogo. Na ocasião, ele estava acompanhado da mulher e da filha na saída de um culto religioso e foi atingido por uma pistola por suspeitos que se aproximaram em um Vectra.

Para mais informações, acesse: Caso Eliseu: Júri da Capital condena os dois réus.

Processo: 001/2.10.0015140-7

EXPEDIENTETexto: Fabiana FernandesAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 14/10/2019 16:50Esta notícia foi acessada 184 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP