Com área duplicada, TJRS entrega obras - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Com área duplicada, TJRS entrega obras

Jurídicas 22/11/2019
Com área duplicada, TJRS entrega obras

Com área duplicada, TJRS entrega obrasdo prédio do Foro da Comarca de Campo Bom

Presidente do TJ e Diretor do Foro receberam autoridades locais(Fotos: Eduardo Nichele)

As obras de reforma e ampliação do prédio do Foro da Comarca de Campo Bom, no Vale do Rio dos Sinos, foram entregues nesta sexta-feira (22/11), em solenidade com a presença do Presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro. O Prefeito do município, Luciano Orsi, prestigiou o ato.

O Foro, que possuía 1.080,40 m², teve sua área ampliada para 2.248,80 m². A ampliação foi executada para qualificar os ambientes e para o atendimento dos referenciais de áreas contidos na Resolução 114 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O Presidente do TJ, Des. Carlos Duro, disse que as melhorias qualificam o Foro para uma prestação jurisdicional mais célere e eficiente às partes, que, como os Magistrados, operadores do Direito e servidores, usufruirá de instalações mais adequadas.

Des. Carlos Duro e Prefeito Luciano Orsi, ladeados pelo Magistradosdo Foro da Comarca, descerraram a placa alusiva à entrega das obras 

O Diretor do Foro, Juiz de Direito Felipe Sandri, agradeceu à Administração do TJRS por ter priorizado a obra e homenageou servidores que se envolveram com a reforma.

O Prefeito Orsi disse que a população de Campo Bom é merecedora do novo espaço, amplo e confortável. Funcionam no Foro, onde tramitam cerca de 26 mil processos, duas Varas Cíveis e uma Vara Criminal, atendidas pelos Juízes de Direito Felipe Sandri, Flávia Maciel Pinheiro Giora e Greice Witt.

Compareceram ao ato de entrega das obras, entre outras autoridades, o Desembargador Eduardo Kramer, Coordenador do CJUD; os Juízes-Corregedores André Pires e Eloisa Helena Hernandez de Hernandez; a Juíza de Direito Assessora da Presidência, Alessandra Bertoluci; o Arquiteto do TJ Giovani Lino.

Detalhes

Conforme o DINFRA (Departamento de Infraestrutura do TJ), foi criada uma Vara reserva, promovida a acessibilidade universal, por meio da instalação de dois elevadores e sanitários acessíveis, e adequada a edificação às normas de PPCI.

A segurança da edificação foi intensificada com a criação de acesso privativo do réu preso e instalação de guarita. A área já existente foi toda reformada e modernizada, conforme padrões utilizados na área ampliada.

Houve a troca de climatização, anteriormente de ar condicionado do tipo janela por sistema de ar condicionado central. Foram substituídas as redes hidrossanitária e de elétrica e lógica, bem como as esquadrias internas e externas, os pisos, e revitalizadas as fachadas e gradis.

O prédio foi pintado internamente. Foram reformados os banheiros públicos e privativos, além do Salão do Júri. Agora há copas em todos os Cartórios. Foi criada, também, uma área de convivência.

As obras do prédio iniciaram-se em 2014, porém o contrato foi rescindido em dezembro de 2015.

 

EXPEDIENTETexto: Carlos Alberto Machado de SouzaAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 22/11/2019 19:29Esta notícia foi acessada 31 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP