Ato do Presidente do TJ regulamenta teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário do RS - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Ato do Presidente do TJ regulamenta teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário do RS

Jurídicas 07/12/2019
Ato do Presidente do TJ regulamenta teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário do RS

Ato do Presidente do TJ regulamenta teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário do RS

(Imagem meramente ilustrativa/Freepik)

O Presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, editou o Ato 030/2019-P, que regulamenta o teletrabalho no âmbito do Poder Judiciário gaúcho.

Composto por quatro capítulos e totalizando 20 artigos, o Ato prevê que as atividades dos servidores dos órgãos do Poder Judiciário podem ser executadas fora de suas dependências, de forma remota, sob a denominação de teletrabalho.

Entre os objetivos dessa nova modalidade de prestação de serviço estão aumentar a produtividade e qualidade, economizar tempo e reduzir custo de deslocamento e contribuir para a melhoria de programas ambientais.

O teletrabalho abrange preferencialmente os sistemas de processos eletrônicos. Cabe ao gestor de cada unidade indicar quem atuará em regime de teletrabalho. A atividade é desenvolvida observando plano de trabalho e fixação de metas a serem alcançadas.

O CJUD (Centro de Formação e Desenvolvimento de Pessoas do Poder Judiciário), com acompanhamento da Corregedoria-Geral da Justiça, promoverá a capacitação de gestores e servidores envolvidos no regime.

Uma Comissão de Gestão do Teletrabalho, a ser constituída, analisará os resultados da iniciativa no 1º e 2º graus. O Ato da Presidência está alinhado ao avanço do processo eletrônico e às novas formas de trabalho proporcionadas pelas ferramentas da  informática.

Veja a íntegra do Ato 030/2019-P por meio do link abaixo:

https://www.tjrs.jus.br/static/2019/12/Ato-nº-30-2019-P-teletrabalho.pdf

EXPEDIENTETexto: Carlos Alberto Machado de SouzaAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 06/12/2019 14:07Esta notícia foi acessada 789 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP