Novos Juízes realizam pesquisa para saberopinião da população sobre o Judiciário - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Novos Juízes realizam pesquisa para saberopinião da população sobre o Judiciário

Jurídicas 17/01/2020
Novos Juízes realizam pesquisa para saberopinião da população sobre o Judiciário

Novos Juízes realizam pesquisa para saberopinião da população sobre o Judiciário

Os 26 novos Juízes de Direito Substitutos que tomaram posse no dia 8/1 estão participando do Curso de Formação Inicial, ministrado pela Escola Superior da Magistratura (ESM) em parceria com a Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ).

A atividade desta quarta-feira, 16/1, consistiu em ir às ruas para ouvir a população. Divididos em duas turmas, eles fizeram questionários junto a Advogados e partes nos Foros Central I e II, na capital. Também foi elaborado um questionário para ser aplicado aos Advogados.

Saída de campo: novos magistradosforam às ruas para ouvir a população(Fotos: Eduardo Nichele)

A ação foi coordenada pelos Juízes de Direito José Luiz Leal Vieira e Marcelo Malizia Cabral, que já organizaram esta atividade em anos anteriores com colegas que estavam ingressando na magistratura.

As perguntas dos questionários eram direcionadas para saber como as pessoas percebem a ação dos Juízes e do Judiciário. Foi possível coletar dados sobre qualidades e defeitos atribuídos aos magistrados, o grau de confiança no Poder Judiciário e possíveis mudanças que deveriam ser feitas na Justiça.

Questionários buscaram saber como as pessoas percebematuação dos Juízes e do Judiciário

O Juiz Marcelo Malizia Cabral salientou a importância do diálogo: Se o Juiz não ouve, fica distante e não sabe o que a comunidade pensa da Justiça. Tem que atender as partes e as instituições.

Depois das entrevistas, os magistrados se reuniram para avaliar as respostas e refletir sobre os resultados.

Juízes Marcelo Malizia Cabral e José Luiz Leal Vieiracoordenaram a atividade

O Juiz José Luiz Leal Vieira pediu que cada um dos novos Juízes resumisse em uma palavra o que sentiu ao fazer a atividade. Os termos usados foram: curioso, esperançoso, preocupado, feliz, interessado, empático, integrado, próximo, realista, motivado, entre outros.

Ao finalizar o exercício, o magistrado explicou ao grupo que planejamento e estratégia são fundamentais para a gestão judiciária. Pretendeu-se com a atividade que os novos magistrados tivessem a oportunidade de um contato pessoal com a população e os Advogados, ouvindo-os a respeito do Judiciário e principalmente de como são vistos. Esperamos que essa experiência contribua para sua formação humanística, e para o exercício de uma jurisdição que não olvide da necessidade de aproximação da sociedade, concluiu o Juiz José Leal.

EXPEDIENTETexto: Patrícia CavalheiroAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tj.rs.gov.br 

Publicação em 16/01/2020 14:36Esta notícia foi acessada 409 vezes.

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do do Rio Grande do Sul

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP