Tribunal do Júri de Araguacema condena acusado de homicídio qualificado a 12 anos de prisão e absolve um segundo acusado também por homicídio - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Tribunal do Júri de Araguacema condena acusado de homicídio qualificado a 12 anos de prisão e absolve um segundo acusado também por homicídio

Jurídicas 27/02/2020
Tribunal do Júri de Araguacema condena acusado de homicídio qualificado a 12 anos de prisão e absolve um segundo acusado também por homicídio
Acusado de matar a golpes de faca Rodinélio Rodrigues de Sá e ferir Pricila Guedes Fernandes, no dia 7 de setembro de 2014, em Caseara, Clésio Rodrigues da Silva foi condenado a 12 anos e três meses por homicídio qualificado e lesão corporal leve de prisão pelo Tribunal do Júri de Araguacema, no último dia 20/2. 
Ao dosar a pena, o juiz William Trigilio da Silva, titular da Comarca de Araguacema, desconsiderou a pena de lesão corporal leve, lembrando que esta já havia sido prescrita, visto que a denúncia ocorrera ainda em 30 de outubro de 2014, e o condenou a 12 anos de prisão em regime inicialmente fechado. 

Já no dia 19/2, o presidente do Conselho de Sentença, William Trigilio da Silva, viu os jurados absolverem, com a anuência do Ministério Público, Elias Miranda de Souza, acusado de matar Washington de Belém Alcântara em 27 de outubro de 1996, também em Caseara. Na ocasião, o Tribunal do Júri, por maioria, afastou a autoria dos fatos que foram imputados ao acusado.

E, no dia 18/2, depois de o Tribunal do Júri desclassificar a acusação de Presley Silva Pereira de homicídio tentando para lesão corporal e transferir a competência para julgá-lo ao juiz William Trigilio da Silva, que o condenou a três meses de prisão, pena também prescrita, já que a denúncia fora feita em 14 de maio de 2014.
Texto: Marcelo Santos Cardoso 
Conunicação TJTO

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP