Vara Especializada no Combate à Violência contra a Mulher de Araguaína inicia a campanha Agosto Lilás - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Vara Especializada no Combate à Violência contra a Mulher de Araguaína inicia a campanha Agosto Lilás

Jurídicas 01/08/2020
Vara Especializada no Combate à Violência contra a Mulher de Araguaína inicia a campanha Agosto Lilás
A partir deste sábado (1º/8), o prédio do Fórum de Araguaína estará todo iluminado com a cor lilás durante todo o mês de agosto. A iniciativa é da Vara Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e faz parte da campanha Agosto Lilás, criada em todo o País com o objetivo de divulgar a prevenção da violência doméstica e conscientizar a mulher sobre quais os tipos de violência que podem ocorrer no meio doméstico e familiar - física, psicológica, sexual, patrimonial e moral.
Segundo informações da Vara de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Araguaína, o Brasil ocupa hoje o 5º lugar no mundo no ranking de violência doméstica. A cada dois minutos, a justiça concede uma medida protetiva para afastar o agressor da mulher que está sofrendo violência. 
A campanha Agosto Lilás foi criada para representar a luta das mulheres por igualdade, havendo inclusive um dia internacional para a comemoração (26 de agosto). Além disso, no mês de agosto, também é comemorado o aniversário da Lei Maria da Penha, criada para defender os direitos da mulher em situação de violência. 
Para a juíza Cirlene Maria de Assis Santos Oliveira, titular da Vara Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Araguaína, a campanha pretende despertar na sociedade e nas mulheres a consciência de que a violência contra a mulher não pode ser tolerada, não pode ser naturalizada. “Assim, não se pode considerar como dentro da normalidade determinados tipos de condutas, tais como o companheiro, namorado, filho ou irmão, por estar nervoso, embriagado ou por qualquer outro motivo, possa gritar, xingar, empurrar, bater na mulher; destruir seus objetos, destruir o celular dela por motivo de ciúmes; impedir a mulher de realizar suas tarefas, impedi-la de sair, praticar qualquer ato sexual sem que ela consinta etc."
Fórum iluminado
Durante todo o mês de agosto, o prédio do Fórum de Araguaína estará todo iluminado com a cor lilás, a fim de lembrar à sociedade que a violência contra a mulher é crime e tais condutas devem ser denunciadas para que o agressor tenha a devida punição. As denúncias podem ser feitas tanto pela mulher como pela sociedade pelo Disk Denúncia, pelo número 180, de forma anônima, sendo que também podem procurar a Delegacia da Mulher, o Ministério Público, a Defensoria Pública e o Poder Judiciário.
“Com a campanha, reforça-se a necessidade de mudarmos a cultura do machismo de naturalizar a violência contra a mulher”, destaca a magistrada.   
Cores que Salvam 
A campanha Agosto Lilás faz parte do projeto Cores que Salvam, criado pela Vara Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Araguaína para alertar as mulheres, com o Agosto Lilás (conscientização da Lei Maria da Penha, através de palestras e entrevistas); Setembro Amarelo (conscientização sobre o não suicídio entre mulheres e jovens); Outubro Azul (conscientização sobre o autoexame das mamas entre mulheres); e Novembro Azul (conscientização para os homens e familiares sobre os exames de próstata e outros).
Texto: Mara Roberta / Fotos: Divulgação
Comunicação TJTO


Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP