Presidente do TJTO destaca importância da prevenção à saúde física e mental de magistrados e servidores durante inauguração do NAPsi - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Presidente do TJTO destaca importância da prevenção à saúde física e mental de magistrados e servidores durante inauguração do NAPsi

Jurídicas 11/11/2020
Presidente do TJTO destaca importância da prevenção à saúde física e mental de magistrados e servidores durante inauguração do NAPsi
“Esta é uma oportunidade de promover, no âmbito do Poder Judiciário tocantinense, ações, programas e projetos institucionais contínuos voltados à prevenção de riscos no trabalho e à assistência em saúde mental dos magistrados e servidores”, ressaltou o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), desembargador Helvécio de Brito Maia Neto, ao se referir ao Núcleo de Acolhimento e Acompanhamento Psicossocial (NAPsi), inaugurado na tarde desta terça-feira (10/11), no prédio do Edifício Florença, em Palmas.  Maia Neto ainda destacou que a rotina de trabalho “não pode ser motivo de adoecimento e por isso o Núcleo se consolida também como um importante espaço na prevenção dos transtornos mentais e comportamentais”.
Mudança de paradigmas
“O Núcleo é um espaço de todos os magistrados e servidores e seu objetivo é contribuir para que haja mudanças subjetivas e também nas relações sociais do trabalho, viabilizando a manutenção e a promoção da saúde”, ressaltou a psicóloga Bárbara Camargo, chefe da Junta Médica do TJTO, lembrando que a implementação do NAPsi está em consonância com a Política Nacional de Atenção à Saúde e que veio em momento oportuno, principalmente neste contexto da pandemia da Covid-19.  
Ainda segundo Bárbara, o espaço se constitui em mais uma Unidade de Saúde do Poder Judiciário e irá atuar na prevenção das patologias e nos processos de adoecimentos no trabalho. “Da equipe multiprofissional, espera-se a capacidade de realizar uma escuta qualificada e a habilidade de propiciar as condições necessárias para a manifestação das angústias e para a expressão das subjetividades que permeiam o intrincado ambiente de trabalho”, frisou.
Mente e corpo
“O Judiciário hoje cuida não somente do psicológico dos servidores, mas também do lado físico”,  destacou a presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (Asmeto) e também membro do Comitê de Saúde do TJTO, juíza Odete Batista de Almeida, lembrando a frase “mente sã, corpo são” e frisando que o Núcleo é um grande complemento para a saúde dos servidores e magistrados. 
Vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Tocantins (Sinsjusto), Raimunda Valnisa Pereira dos Santos lembrou que o momento é delicado, tendo em vista a pandemia do novo coronavírus, e ressaltou  seu desejo de que o Núcleo seja estendido a todas as comarcas. 
Presenças
Társio de Oliveira Soares, presidente do Conselho Regional de Psicologia (CRP-TO); Nemésio Tomasella, diretor 2º. Secretário do Conselho Regional de Medicina (CRM-TO), representando o presidente Jorge Pereira Guardiola; Valdeir Gomes de Santana, vice-presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça (ASTJ); Luana Gonçalves Rodrigues, presidente do Sindicato dos Oficiais de Justiça (Sindojus); Mary Carlos Freire, coordenadora de assistência médica e social do TRE-TO; Elaine Ferreira, coordenadora do Espaço Médico do TJTO; Glacielle Torquato, chefe de gabinete da Presidência do TJ; Kenia Cristina de Oliveira, chefe de gabinete da Corregedoria Geral da Justiça; a equipe do NAPsi  - Wordney Carvalho Camarço (psiquiatra); Janaína  Rodrigues Araújo (psicóloga) e Silvaneide Maria Tavares (assistente social); e os diretores do TJTO Antônio Rezende (Gestão de Pessoas), Kézia Reis (Comunicação), Gizelson Moura (Financeiro), Sidney Araújo (Controle Interno), Rogério Canalli (Infraestrutura e Obras), Ronilson Pereira (Administrativo), Wallson Brito (Coges) e coronel Cláudio Thomaz (Asmil).
O NAPsi foi criado com o intuito de oferecer apoio psicológico e social aos magistrados e servidores,  tendo como premissa a promoção da saúde e a prevenção dos riscos inerentes ao trabalho, e como fundamentos basilares  - procura espontânea;  sigilo absolutos das informações;  universalidade (o que é de direito para um também o é para todos, independentemente do cargo ou função);  e não atuar como interlocutor em questões administrativas e institucionais. 
Os interessados em receber atendimento devem se dirigir ao Edifício Florença, localizado na quadra 103 norte, Rua NO – 07, Lote 44, Salas 2, 3 e 4 (térreo). 
Texto: Rosimeire Alves Sousa / Fotos: Rondinelli Ribeiro
Comunicação TJTO










 


Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP