STF condena nove réus ligados a partidos aliados do governo Lula - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

STF condena nove réus ligados a partidos aliados do governo Lula

Jurídicas 29/09/2012
STF condena nove réus ligados a partidos aliados do governo Lula

 

No julgamento do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal, uma parte dos ministros indicou que concorda com a tese de que houve compra de apoio parlamentar no Congresso. Na sessão desta quinta-feira (27), a maioria dos ministros condenou nove réus ligados a partidos aliados do governo Lula.
 
Nessa etapa do julgamento, os ministros analisam se 13 réus cometeram os crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Seis ministros concluíram o voto. Um deles, Dias Toffoli, votou parcialmente.
Até agora, foram condenados por corrupção passiva os políticos Roberto Jefferson; Romeu Queiroz; Valdemar Costa Neto; Carlos Alberto Rodrigues, o Bispo Rodrigues; Pedro Corrêa; José Borba; e os assessores João Cláudio Genú e Jacinto Lamas. Pedro Corrêa, Valdemar Costa Neto, Jacinto Lamas e Enivaldo Quadrado, sócio da corretora Bônus Banval, foram condenados por lavagem de dinheiro. Antônio Lamas foi absolvido por unanimidade. Ainda não decisão sobre os réus Pedro Henry, Emerson Palmieri e Breno Fischberg.
 
O último a votar na sessão desta quinta, Gilmar Mendes também contestou a tese da defesa de que os políticos receberam dinheiro de caixa dois para pagar despesas de campanha. Para ele, o que houve foi compra de apoio político para o então governo Lula no Congresso.
 
“Não se trata, obviamente, de meras irregularidades formais na contabilidade de campanha, mas de desvio de vultosos recursos, com objetivo de, como amplamente reconhecido, obter esse apoio por parte dos parlamentares”, declarou Gilmar Mendes.
 
O presidente do Supremo, Carlos Ayres Britto, ainda não votou. Mas deixou claro que discorda da tese de caixa dois:
“Quando se identifica a origem pública do dinheiro, não como falar de caixa dois.”
 
O julgamento desses 13 réus deve terminar na segunda-feira. Começa, então, outra etapa: é o julgamento de mais dez réus por corrupção ativa, entre eles o ex-ministro José Dirceu e os ex-dirigentes do PT José Genoino e Delúbio Soares.
 
Fonte: G1

Fonte: G1

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP