Em São Paulo, Magistrada e assessor do TJTO debatem pontos da nova Resolução do CNJ que regulamenta gestão de precatórios - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Em São Paulo, Magistrada e assessor do TJTO debatem pontos da nova Resolução do CNJ que regulamenta gestão de precatórios

Jurídicas 25/01/2020
Em São Paulo, Magistrada e assessor do TJTO debatem pontos da nova Resolução do CNJ que regulamenta gestão de precatórios
"A grande novidade trata-se da super preferência e da ampliação de competência do juízo da execução. Nossa participação proporciona mais segurança para sua aplicação, haja vista as dúvidas, em sua maioria comuns, ali sanadas, com posicionamentos técnicos firmados", revelou a juíza auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Rosa Maria Gazire Rossi, após o encerramento da reunião da Câmara Nacional de Gestores de Precatórios (CNGP) nesta quarta-feira (24/1), no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Gestora de Precatórios do Judiciário tocantinense, a magistrada ressaltou que, diante da nova Resolução CNJ n. 303/2019, que regulamenta a gestão de precatórios, em vigor desde 1/1/2020, a reunião foi de fundamental importância para estudos, discussões no sentido de firmar procedimentos uniformes a partir da interpretação conjunta da referida resolução.

"Em suma, a reunião foi bem produtiva, já que elucidou os principais aspectos da nova Resolução, facilitando a compreensão de um tema complexo, porém, necessário ao cumprimento das normas constitucionais", completou Fabrício Caetano Vaz, assessor jurídico da Presidência do TJTO.

"Que possamos efetivamente chegar a conclusões sobre como fazer o melhor envolvendo a questão dos precatórios", afirmou o presidente do TJSP, Francisco Pinheiro Franco, ao site do Tribunal paulista.

Ainda de acordo com o site, durante o encontro, que começou na quarta-feira (22/1), foram realizadas várias palestras, entre as quais "Atualização dos créditos”, “Cálculo dos aportes”, “Plano de pagamentos" e “Bloqueio/sequestro de verbas do ente devedor”.

Texto: Marcelo Santos Cardoso (com informações do site do TJSP) / Fotos: Ascom/TJSP

Comunicação TJTO



Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP