Alunos da Escola Municipal Almirante Tamandaré recebem Cartilha da Justiça e aprendem sobre seus direitos - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Alunos da Escola Municipal Almirante Tamandaré recebem Cartilha da Justiça e aprendem sobre seus direitos

Jurídicas 15/02/2020
Alunos da Escola Municipal Almirante Tamandaré recebem Cartilha da Justiça e aprendem sobre seus direitos
“Toda criança possui direitos que serão respeitados pela Justiça. Uma criança não pode ser abandonada, mas, se isso ocorrer, um promotor de Justiça levará o caso para um juiz analisar. E caso seja comprovado a incapacidade dos pais de criarem os seus filhos, estes serão encaminhados para casas abrigos. É a Justiça que cuida e garante que todas as crianças que passam por essa situação sejam encaminhadas para a adoção”, afirmou o juiz Gilson Coelho Valadares, coordenador da Coordenadoria de Cidadania, nesta sexta-feira (14/2), durante a entrega da Cartilha da Justiça, na Escola Municipal Almirante Tamandaré, a segunda a receber o Programa Justiça e Cidadania Aprendem-se na Escola.
O magistrado aproveitou o momento para explicar as funcionalidades da Justiça, em especial sobre as ações desenvolvidas pelos juizados em relação aos direitos da criança. O projeto desenvolvido pela Corregedoria Geral da Justiça busca orientar e contribuir para a formação de crianças como agentes multiplicadores de saberes, além de propiciar a integração entre a Justiça e a sociedade, permitindo que os magistrados conheçam melhor a realidade social por meio de uma inserção qualificada no cotidiano escolar.
Segundo a diretora do centro de ensino, Idelma Pereira de Bastos, a parceria é de suma importância e contempla projetos pedagógicos da escola. “Trabalhamos muitos conteúdos relacionados à Justiça com as crianças, e vivenciar um dia como esse é muito especial, pois o momento é de esclarecimento. É uma oportunidade única ter o Tribunal de Justiça presente na nossa escola, fazendo essas palestras com direções de cidadania para os nossos pequenos”, concluiu.
Texto: Natália Rezende / Foto: Rondinelli Ribeiro.
Comunicação TJTO

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP