Mandado de Segurança pede anulação de ato que nomeou desembargadores sem observar critérios de promoção por merecimento e antiguidade - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Mandado de Segurança pede anulação de ato que nomeou desembargadores sem observar critérios de promoção por merecimento e antiguidade

Jurídicas 30/01/2012
Mandado de Segurança pede anulação de ato que nomeou desembargadores sem observar critérios de promoção por merecimento e antiguidade

 

A Anamatra protocolou na noite de ontem (26/1), como assistente, mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF), de autoria de uma juíza do Trabalho daRegião, pedindo a nulidade de ato que nomeou dois magistrados para o cargo de desembargadores no Tribunal gaúcho. A magistrada figurou por três vezes consecutivas em lista de merecimento e era a mais antiga no TRT daRegião, mas foi preterida na nomeação aograu
 
Na inicial, pede-se a nulidade do Decreto da Presidenta da República, publicado no Diário Oficial da União de quarta-feira (25/1) que não apenas desrespeitou a regra contida na alínea a, do inciso II, do art. 93, da CF aplicável em face da promoção prevista no inciso II, do mesmo art. 93 - como, ato seguinte, quando deveria realizar a nomeação do juiz mais antigo, na hipótese de se considerar válida a primeira nomeação, optou por nomear o juiz que estava na "segunda" posição de mais antigo
 
Para o presidente da Anamatra, Renato Henry SantAnna, não se trata de uma conduta de cunho pessoal, mas sim de respeito aos princípios constitucionais, entre eles o da separação dos Poderes da República. Cumpre à Associação realizar a defesa do critério constitucionalmente estabelecido para a promoção de juízes aos respectivos Tribunais a que estão vinculados, pretensão essa que atende a toda a categoria dos magistrados da Justiça do Trabalho, disse o magistrado
 
Liminar suspende posse no TRT 15 
 
Em processo similar, o ministro Cezar Peluso, presidente do STF, deferiu liminar na tarde de ontem sustando os efeitos do ato de nomeação de uma magistrada para o cargo de desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região. A decisão foi proferida no Mandado de Segurança 31122, também com assistência da Anamatra, que pede a nulidade do Decreto da Presidenta da República, que nomeou uma magistrada sem obedecer ao critério constitucional de promoção por merecimento.
 
FOnte: JusBrasil

Fonte: JusBrasil

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP