Drive Thru do Programa TO Sustentável mobiliza rede de solidariedade em prol dos catadores e arrecada cerca de 1,2 mil tonelada de materiais recicláveis - Notícias - Diligência - Credibilidade em informação jurídica

Notícias

Drive Thru do Programa TO Sustentável mobiliza rede de solidariedade em prol dos catadores e arrecada cerca de 1,2 mil tonelada de materiais recicláveis

Jurídicas 08/06/2021
Drive Thru do Programa TO Sustentável mobiliza rede de solidariedade em prol dos catadores e arrecada cerca de 1,2 mil tonelada de materiais recicláveis
Com o intuito de beneficiar associações e cooperativas que realizam o trabalho de coleta seletiva, além de sensibilizar a população sobre a importância dos cuidados com o meio ambiente, o Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) sediou, nesta segunda-feira (7/5), o “Drive Thru da Coleta Seletiva Solidária”, que arrecadou cerca de 1,2 tonelada de resíduos e foi realizado pela Rede TO Sustentável, por meio do Núcleo de Gestão Socioambiental (Nuges).
A ação foi destinada aos servidores e magistrados, mas também aberta ao público em geral, que puderam doar resíduos recicláveis no ponto de coleta instalado no estacionamento lateral da sede do TJTO, na Praça dos Girassóis, em Palmas. Durante o evento, todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 foram respeitados como a utilização de máscaras e o respeito às normas de distanciamento social. Quem participou da ação recebeu sementes para plantio e uma muda de planta nativa do Cerrado.
Ação humanitária
A presidente da Comissão Permanente Gestora do Plano de Logística Sustentável (PLS-PJTO), desembargadora Ângela Prudente, destacou que o evento é uma ação humanitária e ao mesmo tempo uma ação educativa socioambiental.
“Neste mês de junho, nós comemoramos o mês do meio ambiente e hoje é um dia especial, que é o Dia Nacional da Luta dos Catadores de Materiais Recicláveis. Então, não poderíamos deixar passar em branco. Com esta ação, nós conseguimos fazer uma integração através da Rede TO Sustentável, que reúne diversas instituições, visando promover uma ação que possa auxiliar os catadores para conseguir uma renda, até porque, neste momento de pandemia da Covid, a gente tem visto as dificuldades que eles têm passado”, afirmou a desembargadora.
Repense, recicle...
Presidente do Comitê Técnico de Sustentabilidade do TJTO e gestor do projeto Rede TO Sustentável, o desembargador Pedro Nelson Coutinho, classificou o evento como importante e observou que ‘a palavra convence e o exemplo arrasta’. “A gente tem a responsabilidade de organizar e reorganizar o mundo que nós vivemos e deixar algo melhor do que nós recebemos. Então, esse prefixo de reutilização das coisas de reciclagem é importante porque podemos pensar de maneira constante na possibilidade de que consigamos melhorar. Por isso, precisamos usar no dia a dia o prefixo "RE" que é Repense, Recuse, Recicle e Ressignifique”, reforçou.
Participantes da ação
Diversas pessoas passaram pelo local do evento durante o período da manhã. Uma delas foi a juíza Odete Batista, presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Tocantins (Asmeto). “Esta ação do Tribunal de Justiça e dos parceiros é de extrema relevância, porque nós, enquanto instituição e Poder Judiciário, temos que dar o exemplo. Fico muito feliz em participar. Parabenizo a todos que estão engajados neste projeto e desejo muito sucesso”, destacou.
A servidora do TJTO Juliana Ferreira Ribeiro também participou do Drive Thru. Ela fez a doação de papelão, isopor, latinhas de alumínio, vidros e embalagens de plásticos e recebeu uma muda de Ipê rosa e sementes de copaíba. “Eu já faço essa seleção do lixo no meu dia a dia, porque acho importante reaproveitar o máximo que puder. A gente fala ‘eu vou jogar fora’, mas não existe fora, está tudo aqui dentro do mundo, e por isso precisamos dar um destino decente às coisas”, afirmou.
A chefe do Núcleo de Inteligência e Segurança Institucional (NIS), do TJTO, e delegada da Polícia Civil Milena Lima também participou da ação e contou que a coleta seletiva já faz parte da sua rotina. “Gostaria de parabenizar quem trabalha com reciclagem, não só pelo bem social que está fazendo, mas também porque é um trabalho muito árduo que precisa ser valorizado. Eu já venho fazendo a seleta, até no meu ambiente de trabalho, e hoje fico feliz em poder colaborar com a ação”, afirmou.
Repercussão
“A campanha da Coleta Seletiva Solidária realizada nesta data pela Rede TO Sustentável, da qual participa o Ministério Público, é muito significativa porque possibilita um olhar sobre a importância da coleta e destinação adequada de materiais recicláveis que muitas vezes vão parar nas ruas, nos nossos esgotos, ou em aterros sanitários quando podem ser reaproveitados de maneira adequada”, afirmou o procurador de Justiça do Ministério Público do Tocantins (MPTO) e coordenador do Caop de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma), José Maria da Silva Júnior.
“Quando instituições como o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, e o Tribunal de Contas trabalham em benefício e favor da sociedade, em favor de algum programa muito grande como esse de lixos recicláveis, plantação de mudas, e de respeito ao meio ambiente, isso é muito bom porque fortalece o trabalho tanto da nossa secretaria como fortalece também a nossa vontade em produzir esse tipo de ação”, frisou a secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Miyuki Hyashida.
“Todos sabemos a importância das associações e cooperativas para a destinação correta de materiais recicláveis. Então, essa união de instituições comprometidas representa a valorização dos catadores como agentes essenciais para a política adequada de resíduos sólidos, bem como busca da conscientização coletiva da causa”, pontuou a secretária-executiva de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ana Laura de Miranda Coutinho.
“Essa ação do Tribunal de Justiça, por meio do Núcleo de Gestão Ambiental, é de extrema importância não só para o Poder Judiciário, mas para todos os órgãos parceiros desta iniciativa, porque, com isso, a gente, além de reciclar os materiais que iriam para os lixões, recicla e repassa para as cooperativas, e elas geram rendas para os catadores e para o pessoal que está à frente da iniciativa”, destacou a chefe de gabinete da Presidência do TJTO, Kênia Cristina de Oliveira.
“É uma ação integrada e compartilhada. A sustentabilidade é um problema coletivo, com solução individual, e o Tribunal de Justiça, já em inúmeras gestões e especialmente agora na gestão do desembargador João Rigo, com o projeto “Justiça para Todos”, que objetiva integrar todos os órgãos, os poderes e chegar próximo da população. O nosso cliente, nosso destinatário são os tocantinenses, nós temos um milhão e meio de pessoas para atender. Neste contexto, nós procuramos então levar essas boas práticas e essas boas ações que refletem para as gerações futuras”, assegurou o diretor-geral, Jonas Demóstene Ramos.
Participação do CEI
A equipe do Centro de Educação Infantil (CEI) do TJTO também esteve presente do drive-thru. A instituição de ensino conseguiu arrecadação significativa de materiais recicláveis para serem doados para a ação.
Rede TO Sustentável
O “Drive-thru da Coleta Seletiva Solidária” será realizado pela Rede TO Sustentável, composta pelo Tribunal de Justiça do Tocantins, Ministério Público Estadual (MPTO), Tribunal de Contas do Estado (TCE), Defensoria Pública Estadual (DPE), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), Tribunal Regional Eleitoral (TRE), com apoio do Governo do Estado do Tocantins, Prefeitura de Palmas, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), sob a coordenação do Núcleo de Gestão Socioambiental (Nuges), com a participação da Comissão Gestora do Plano de Logística Sustentável (CGPLS) e da Comissão da Coleta Seletiva do TJTO.
Texto: Jesuino Santana Jr. / Fotos: Rondinelli Ribeiro e Elias Oliveira
Comunicação TJTO








 

Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins

© Diligência.com.br
competente, confirma , sentença, indenizar, indenização, turma, mandado de segurança, recorreu da sentença, Conselho Regional, Colegiado, desocupação , Defensoria Pública da União, DPU, Ministério Público Federal , MPF, Advocacia-Geral da União , AGU, Caixa Econômica Federal , CEF, Departamento Nacional de Infraestrutura , DNIT, Departamento de Estradas e Rodagem , DER, DNER, PFE, Data do julgamento, Publicação no diário oficial , Servidores públicos , aquisição de estabilidade, condenação, condena, condenado, recorrente , recorrido, constituição federal, aposentadoria por invalidez, AIDS, portador, cardiopatia, imposto de renda, IR, Fazenda Nacional , apelante, princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, união , agravo de instrumento, adicional de férias, polo passivo, interesse processual , processamento e julgamento, pensões e aposentadorias, pensão, aposentadoria, competência, demandante, descumprimento da obrigação, sentença penal , unânime, provimento, aposentadoria especial, tempo de serviço, tempo de contribuição, julgou procedente, autarquia , Instituto Nacional do Seguro Social , INSS, CTPS, impetrante, ajuizamento da ação, serviço especial , ANP